Total de visualizações de página

segunda-feira, 2 de maio de 2011

MORRE OSAMA BIN LADEN.

              A mote de Osama Bin Laden, foi um grande golpe para a célula terrorista que ele liderou durante anos e da qual se tornou o maior símbolo, a al-Qaeda. Mas o consenso geral é que a organização terrorista está longe de acabar. Bin Laden foi morto quase dez anos depois dos atentados às Torres Gêmeas, em Nova York, e 15 anos depois de ser declarado inimigo dos Estados Unidos. Nesse meio tempo, o saudita perdeu o controle operacional da al-Qaeda e deixou de ser o responsável direto pelo planejamento dos ataques. Além disso, a organização também passou por muitas mudanças e há tempos abandonou um modelo hierárquico centralizado, um dos pontos que tornou o combate à al-Qaeda ainda mais díficil.
O cargo de planejador de ataques da al-Qaeda agora é dever do médico e cirurgião egípcio Ayman al-Zawahiri, segundo homem da célula terrorista e o mais cotado para ocupar o posto de liderança Osama bin Laden. Zawahri foi o cérebro por trás de Bi Laden e gravou diversas mensagens em que denunciava os Estados Unidos e seus aliados. No último vídeo, pediu que os mulçulmanos lutassem contra a Otan e as forças americanas na Líbia.
Nascido em uma família de classe alta de acadêmicos e médicos, o militante conseguiu escapar junto com Bin Laden das forças americanas durante a invasão do Afeganistão. Zawahiri, no entanto, é um homem rígido e que divide opiniões; além de não ter nem o mesmo carisma de Bin Laden nem sua capacidade de reunir as várias facções da al-Qaeda.
No entanto, a al-Qaeda já comprovou que possui habilidade de se adaptar. Seus soldados aprenderam a se comunicar sem telefones celulares para evitar grampos americanos. Seus técnicos bolaram um software de criptografia de última geração para quebrar códigos americanos, e um aspirante a homem-bomba conseguiu burlar o sistema de segurança nos aeroportos com explosivos escondidos na cueca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário