Total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

DIRETORA DA SANTA CASA É AFASTADA APÓS MORTE DE GÊMIOS.

A presidente da Santa Casa de Belém, no Pará, Maria do Carmo Lobato, foi afastada hoje depois que dois bebês gêmeos morreram por falta de atendimento no hospital. Ela será substituída por uma comissão formada por quatro médicas. Ontem de madrugada, a mãe dos gêmeos, uma mulher de 27 anos que estava no sétimo mês de gestação, sentiu fortes dores na barriga e foi até a unidade acompanhada do marido. Ao chegar no local, o casal foi informado na portaria da falta de leitos.O casal então seguiu para o Hospital de Clínicas, onde recebeu informação semelhante. O pai das crianças acionou o Corpo de Bombeiros, que foi para o local socorrer a mulher. Ela foi encaminhada novamente para a Santa Casa, mas, desta vez, o problema foi com a ambulância, que não teve autorização para entrar na unidade. O parto de um dos bebês acabou sendo feito dentro do veículo, mas a criança nasceu morta. Depois disso, a equipe médica da Santa Casa permitiu a entrada da paciente para a realização do outro parto. O segundo bebê também nasceu morto.
Segundo o secretário do Estado de Saúde, Hélio Franco, "o fato de a Santa Casa estar com a capacidade de atendimento neonatal esgotada, por conta dessa lacuna deixada por hospitais conveniados, não apaga o erro cometido na madrugada de terça-feira". Tanto o secretário quanto a coordenadora da equipe que vai dirigir a Santa Casa, Eunice Begot, lamentaram a morte dos bebês prematuros e garantiram o atendimento à mãe das crianças, que permanece internada na unidade.
A capacidade da unidade neonatal é de 107 bebês e hoje prestava assistência a 15 crianças a mais do que o seu limite. No Carnaval deste ano, como os hospitais conveniados ao SUS reduziram o atendimento naquele período, a Santa Casa recebeu 427 pacientes em três dias de feriado, segundo as autoridades estaduais.
O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves realizou perícia no corpo dos bebês e constatou óbito intrauterino de pelo menos 48 horas antes do nascimento das crianças. O resultado final do laudo deverá sair na sexta-feira e encaminhado à delegacia responsável pelo caso. As investigações de responsabilidade no caso da quebra de protocolo no atendimento prestado à gestante na Santa Casa continuará sendo conduzida por uma equipe designada pela Secretaria de Saúde Pública do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário