Total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Lyoto diz que corte na testa o prejudicou e mira revanche: 'caminhada continua'.

O brasileiro Lyoto Machida balançou Jon Jones, mas não conseguiu retomar o cinturão dos meio-pesados. Em Toronto, pelo UFC 140, o ex-campeão teve um bom início de combate, mas após um corte na testa, caiu de produção até ser finalizado. O carateca confirmou após o combate que o problema o prejudicou e afirmou que pensa em ter uma segunda chance contra o norte-americano, depois que retomar o rumo das vitórias no Ultimate.
“Eu achei que a luta estava bem movimentada”, afirmou Lyoto, sobre o primeiro round, em que foi superior no volume de golpes em relação a Jones. Ele lamentou: “Recebi este corte no rosto, minha visão embaçou e foi praticamente o que deu fim à luta.”
No segundo assalto, Jones conseguiu uma queda em Lyoto e, sobre ele, deu uma cotovelada que causou o profundo corte. Um médico foi chamado para averiguar a gravidade do problema. Na volta, o campeão acertou um bom soco no desafiante, que desequilibrado foi pego em uma guilhotina invertida, “apagando” ainda em pé, junto à grade.
Após o importante teste para Jones, o brasileiro foi questionado sobre quem pode vencê-lo. E deixou claro que, no futuro, quer que seja ele próprio.
“Quem pode batê-lo eu não sei, mas eu sei que gostaria de no futuro fazer uma nova luta com ele”, afirmou Lyoto. “Eu sou um lutador do UFC, então eu espero a chamada deles para a próxima luta. A caminhada continua.”
Após conquistar o cinturão em 2009 e perdê-lo no ano seguinte, o brasileiro vinha de uma vitória contra o veterano Randy Couture, com um chute cinematográfico. Agora, terá de descer alguns degraus na fila para ter uma nova chance de lutar pelo título.

Nenhum comentário:

Postar um comentário