Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Advogado de Anderson Silva desmente briga em Curitiba e dispara contra "Pelé"


"Campeão do UFC foi vítima de um idiota, um fracassado querendo atenção", diz Cláudio Dalledone, advogado e grande amigo de Anderson Silva, em entrevista ao Superesportes.


O desentendimento entre o campeão dos médios do UFC, Anderson Silva, e o seu desafeto José “Pelé” Landi, ganhou as páginas dos principais portais de notícias sobre MMA nessa terça-feira. Segundo uma publicação do Portal do Vale Tudo, os dois lutadores quase brigaram no meio de uma avenida em Curitiba e a situação só foi amenizada porque um amigo do “Spider” e diversos seguranças apartaram o conflito.


Em entrevista ao Superesportes, o advogado e amigo pessoal de Anderson Silva, Cláudio Dalledone, garantiu que tudo não passou de uma breve agressão verbal de José Landi contra o maior lutador peso por peso do mundo. De acordo com Dalledone, não houve briga entre os atletas. 



“É uma inverdade. Ele não quase brigou com ninguém. Nós temos muitas testemunhas que presenciaram o caso. O campeão do UFC foi vítima de um idiota, um fracassado querendo atenção”, disparou o advogado. “Eu estive ontem com o Anderson Silva. Nós ficamos sabendo da repercussão. É mais um episódio lamentável, né? O José Landi é um sujeito que não tem expressão nenhuma no mundo da luta. Ele tem problemas de toda ordem e, inclusive, tem uma lesão grave que o impede de lutar no UFC”, completou.



Cláudio Dalledone explicou que José Landi estava passando de carro por uma avenida em Curitiba, nessa segunda-feira, quando viu Anderson Silva se exercitando com um amigo. O cubano radicado no Brasil xingou o campeão, mas logo foi contido pelas pessoas que estavam próximas. 



“Ele não tentou agredir o Anderson Silva e nem tem a menor condição para isso. Ele passou de carro e ficou xingando o Anderson enquanto ele corria. Os populares apaziguaram a situação e criticaram o José Landi. Foi uma cena ridícula. Não teve enfrentamento, não teve nada. Os populares, inclusive, disseram para o José Landi parar de xingar o campeão”.
O advogado de “Spider” ainda não sabe se o lutador vai processar José Landi. Ele acredita que o melhor é esquecer o caso, pois “Pelé” deseja ganhar ainda mais a atenção da imprensa. “O Anderson Silva foi injuriado e difamado, então ele tem seis meses para pensar nisso. Para o Anderson foi um episódio de pouca importância, porque o “Pelé” não tem importância para o mundo e nem para Curitiba. O José Landi é um ninguém. Ele só tenta se promover, mas não tem condição nenhuma de voltar a lutar. Ele não tem como lutar no UFC. Só sobrou para ele ficar ladrando por aí. Ele ficou gritando com o Anderson Silva. É um palhaço querendo chamar a atenção”. 


Anderson Silva está em Curitiba para fazer parte do seu camp visando ao confronto diante do norte-americano Chris Weidman, marcado para o dia 6 de julho, em Las Vegas, no UFC 162. Além de advogado e amigo, Dalledone foi um dos primeiros treinadores do “Spider”. 



“O Anderson é meu amigo e sou advogado dele. Eu sou o primeiro que dei uma faixa-preta para ele. Nós estávamos ali treinando ontem. Ficamos juntos o dia inteiro. Fui um dos primeiros treinadores do Anderson em uma academia chamada Kick Boxe junto com o mestre Edimar Cirilo dos Anjos. Sou amigo e conselheiro do Anderson. Quando ele está em Curitiba ele vem até mim e quando ele está no Rio eu vou até ele”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário