Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Corinthians vence fácil e avança em 1° no grupo.


Sem dificuldade, o Corinthians fez a lição de casa, se impôs e derrotou o San José por 3 a 0, ontem, no Pacaembu. O resultado, somado à vitória por 1 a 0 do Tijuana sobre Millonarios, no México, assegurou ao Timão a primeira posição no Grupo 5 da Libertadores e, por enquanto, a terceira melhor campanha de toda a competição.
A equipe ainda precisa aguardar o complemento dos outros grupos, mas tem como rival provável nas oitavas o Grêmio ou Boca Juniors.
O Timão partiu para cima desde o início. Exercendo pressão na saída de bola, os brasileiros tentavam liquidar a fatura rapidamente, mas pecavam nas finalizações. Danilo, por exemplo, desperdiçou chance aos três minutos, quando pegou bola espirrada da zaga, mas mandou por cima.
Romarinho era o mais eficiente do ataque e correspondia à confiança depositada por Tite. A superioridade era tanta que o gol era questão de tempo. E saiu aos 25, quando Emerson cobrou falta na cabeça do mesmo Romarinho, que mandou para o fundo da rede.
O Corinthians perdeu diversas chances para ampliar, enquanto o San José só se defendia. A única chance dos bolivianos foi aos 41, quando Reyes recebeu em velocidade, mas mandou por cima da meta.
Antes do intervalo, Tordoya, que já tinha amarelo, fez falta dura em Alessandro e foi expulso, o que facilitou ainda mais as coisas para o Timão.
No segundo tempo, o panorama foi o mesmo. A única preocupação corintiana era com os ‘pendurados', que poderiam ficar fora das oitavas, casos de Paulinho, Emerson e Guerrero. Era só imprimir velocidade que o Timão chegava com perigo. Aos 13, Gil acertou o travessão. Um minuto depois, Guerrero recebeu na área e não perdoou, ampliando a vantagem.
Romarinho, o melhor em campo, quase fez um golaço. Aos 22, arrancou, deixou quatro bolivianos para trás, mas mandou à direita. Aos 29, o Timão fez blitz em busca do terceiro gol, mas Lampe salvou em jogada que teve direito a elástico de Emerson.
Nos instantes finas, o Timão não desistiu e buscou o terceiro gol. Aos 42, Pato mandou na trave, mas aos 43, Edenílson não desperdiçou, marcou e definiu a fácil vitória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário